sábado, 16 de abril de 2011

VOANDO

Aqui de cima tudo é diferente. Um misto de medo e fascínio! Toma conta de mim uma sensação inebriante! Luzes salpicam a escuridão. Não sei ao certo onde estou. Que cidade é aquela? Indo para o sul ou norte? Sinto que só o piloto sabe! Pássaro sem vida, e ao mesmo tempo com tantas vidas... Quantas histórias, bagagens e “bagagens” pessoais. Uns vão, outros voltam... Todos apressados... Confortáveis? Quem sabe?